EntretenimentoNotíciasSaúde

Voos cancelados por contaminação de Covid preocupam setor turístico

O aumento repentino no número de casos confirmados de Covid-19 e Influenza no Brasil deixa apreensivo o setor de turismo, que luta para recuperar o volume de viajantes do período pré-pandemia. Em Foz do Iguaçu, um dos mais importantes destinos turísticos do país e o principal do Paraná, o número de visitantes estrangeiros caiu drasticamente nos últimos dois anos e com os índices de contaminação em ascensão, as reservas estrangeiras em hotéis e pousadas, até o momento, são as mais afetadas.

Agora, com o avanço da variante ômicron, a preocupação é com o cancelamento de voos pelas companhias aéreas em razão do contágio de tripulantes, incluindo pilotos e copilotos. As três maiores empresas em atividade no país – Gol, Latam e Azul – confirmaram o impacto do quadro sanitário em suas operações e, no Estado, por enquanto, houve pelo menos quatro cancelamentos.

Londrinenses em viagem fora do Estado também foram afetados. A técnica em enfermagem Adriana Amaral Moreira e o marido passaram sete dias em Salvador e na manhã desta segunda-feira (10), quando chegaram ao Aeroporto Internacional de Salvador para retornar a Londrina, receberam a notícia de que o voo da Latam que embarcariam para Guarulhos, às 10h35, havia sido cancelado.

Eles só conseguiram embarcar em outro voo às 3h25 desta terça-feira (11), para conexão em Guarulhos, às 8h25. O casal chegou a Londrina próximo das 9h30. “Apesar do contratempo, recebemos assistência da companhia aérea que nos hospedou em um hotel durante a espera e cobriu outros gastos com transporte e alimentação. No fim, deu tudo certo”, contou.

Até a noite de segunda-feira (10), nenhum voo com origem ou destino a Foz do Iguaçu havia sido cancelado. O secretário municipal de Turismo, Paulo Angeli, tem feito o monitoramento constante junto à Infraero. “Não temos informação de cancelamento até agora, está tudo mantido. Mas não estou dizendo que não possa acontecer.”

Ainda que o crescimento dos casos de contaminação pelo novo coronavírus e pelo vírus H3N2 não tenha afetado os voos para Foz, o setor hoteleiro já começa a sentir os efeitos. “As reservas internacionais estão sofrendo cancelamento regular. As nacionais não estão tendo redução considerável”, destacou Angeli.

Leia mais em Folha de Londrina.

Via
Folha de Londrina

Artigos relacionados