Gustavo Carneiro/Grupo Folha

O aumento repentino no número de casos confirmados de Covid-19 e Influenza no Brasil deixa apreensivo o setor de turismo, que luta para recuperar o volume de viajantes do período pré-pandemia. Em Foz do Iguaçu, um dos mais importantes destinos turísticos do país e o principal do Paraná, o número de visitantes estrangeiros caiu drasticamente nos últimos dois anos e com os índices de contaminação em ascensão, as reservas estrangeiras em hotéis e pousadas, até o momento, são as mais afetadas.

Agora, com o avanço da variante ômicron, a preocupação é com o cancelamento de voos pelas companhias aéreas em razão do contágio de tripulantes, incluindo pilotos e copilotos. As três maiores empresas em atividade no país – Gol, Latam e Azul – confirmaram o impacto do quadro sanitário em suas operações e, no Estado, por enquanto, houve pelo menos quatro cancelamentos.

Londrinenses em viagem fora do Estado também foram afetados. A técnica em enfermagem Adriana Amaral Moreira e o marido passaram sete dias em Salvador e na manhã desta segunda-feira (10), quando chegaram ao Aeroporto Internacional de Salvador para retornar a Londrina, receberam a notícia de que o voo da Latam que embarcariam para Guarulhos, às 10h35, havia sido cancelado.

Eles só conseguiram embarcar em outro voo às 3h25 desta terça-feira (11), para conexão em Guarulhos, às 8h25. O casal chegou a Londrina próximo das 9h30. “Apesar do contratempo, recebemos assistência da companhia aérea que nos hospedou em um hotel durante a espera e cobriu outros gastos com transporte e alimentação. No fim, deu tudo certo”, contou.

Até a noite de segunda-feira (10), nenhum voo com origem ou destino a Foz do Iguaçu havia sido cancelado. O secretário municipal de Turismo, Paulo Angeli, tem feito o monitoramento constante junto à Infraero. “Não temos informação de cancelamento até agora, está tudo mantido. Mas não estou dizendo que não possa acontecer.”

Ainda que o crescimento dos casos de contaminação pelo novo coronavírus e pelo vírus H3N2 não tenha afetado os voos para Foz, o setor hoteleiro já começa a sentir os efeitos. “As reservas internacionais estão sofrendo cancelamento regular. As nacionais não estão tendo redução considerável”, destacou Angeli.

Leia mais em Folha de Londrina.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009