Londrina

Trânsito intenso provoca atrasos de até três horas na Rodoviária de Londrina

O movimento está intenso no Terminal Rodoviário de Londrina (TRL) por conta da movimentação de final de ano. Os atrasos para o embarque e desembarque chegaram a três horas na noite de ontem (21). O congestionamento do trânsito provocado pelas obras de construção do viaduto da av. Dez de Dezembro no cruzamento com a Leste/Oeste e o aumento no fluxo de veículos no local estão entre os motivos apontados como responsáveis pelos transtornos ocorridos. 

“Devido às obras do viaduto, as pistas da avenida Dez de Dezembro foram reduzidas de quatro para apenas duas. Além disso, houve um aumento significativo de veículos transitando à noite incluindo 100 ônibus extras e outros 320 que já circulam normalmente. Houve ainda o registro de um carro quebrado em uma das vias. Vários agentes da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) estavam trabalhando para tentar amenizar a situação, mas foi impossível evitar os atrasos”, justificou Sandro Neves, superintedente do TRL. 

Segundo ele, a situação foi regularizada na manhã deste sábado (22), mas os atrasos podem voltar a ocorrer no período da tarde e da noite. “Para evitar contratempos, recomendamos que os passageiros cheguem à rodoviária com uma hora de meia de antecedência em relação ao horário de embarque”, aconselhou. 

O TRL estima receber em dezembro aproximadamente 280 mil passageiros. O número é 50% superior ao registrado nos demais meses do ano e inclui as operações de embarque, desembarque, passagem e turismo. Do total de viajantes aguardado, cerca de 100 mil devem passar pelo local no período do Natal. Para atender o incremento na demanda, as empresas de transporte disponibilizaram 800 ônibus extras. A superintendência solicitou apoio da Guarda Municipal (GM) e da Polícia Militar (PM) no reforço da segurança, enquanto o controle do trânsito ficará sob responsabilidade dos agentes da CMTU. 

O movimento está intenso no Terminal Rodoviário de Londrina (TRL) por conta da movimentação de final de ano. Os atrasos para o embarque e desembarque chegaram a três horas na noite de ontem (21). O congestionamento do trânsito provocado pelas obras de construção do viaduto da av. Dez de Dezembro no cruzamento com a Leste/Oeste e o aumento no fluxo de veículos no local estão entre os motivos apontados como responsáveis pelos transtornos ocorridos. 

“Devido às obras do viaduto, as pistas da avenida Dez de Dezembro foram reduzidas de quatro para apenas duas. Além disso, houve um aumento significativo de veículos transitando à noite incluindo 100 ônibus extras e outros 320 que já circulam normalmente. Houve ainda o registro de um carro quebrado em uma das vias. Vários agentes da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) estavam trabalhando para tentar amenizar a situação, mas foi impossível evitar os atrasos”, justificou Sandro Neves, superintedente do TRL. 

Segundo ele, a situação foi regularizada na manhã deste sábado (22), mas os atrasos podem voltar a ocorrer no período da tarde e da noite. “Para evitar contratempos, recomendamos que os passageiros cheguem à rodoviária com uma hora de meia de antecedência em relação ao horário de embarque”, aconselhou. 

O TRL estima receber em dezembro aproximadamente 280 mil passageiros. O número é 50% superior ao registrado nos demais meses do ano e inclui as operações de embarque, desembarque, passagem e turismo. Do total de viajantes aguardado, cerca de 100 mil devem passar pelo local no período do Natal. Para atender o incremento na demanda, as empresas de transporte disponibilizaram 800 ônibus extras. A superintendência solicitou apoio da Guarda Municipal (GM) e da Polícia Militar (PM) no reforço da segurança, enquanto o controle do trânsito ficará sob responsabilidade dos agentes da CMTU. 

RELATO 

O jornalista e administrador César Rezende comprou uma passagem para Birigui (SP) em 12 de dezembro com horário de saída às 10h deste sábado (22), no entanto, sua viagem atrasou, assim como de muitas outras pessoas na Rodoviária de Londrina. 

“Eu estou tentando ir para Birigui, onde moram meus pais, no interior de São Paulo, mas até agora não consegui sair de Londrina. E quando você vai perguntar, dizem que houve atrasos e, dessa forma, todas as viagens estão com até duas horas de atraso. O que é uma mentira, pois têm alguns ônibus do horário das 7h20 saindo com mais de três horas de atraso”, relata. 

Além disso, Rezende ressalta que a empresa a qual ele comprou a passagem afirma que não tem previsão de horário de chegada em seu destino, o qual ele pretende passar seis dias. 

Por volta das 10h50, o jornalista conseguiu falar com um agente de viagens no local, que afirmou ter acontecido “um pequeno atraso” e que estão em contato com a garagem da empresa, mas que não tem mais informações. “Tem ônibus que era pra ter saído às 8h para a região de Maringá e só está saindo agora [10h50]. Está um absurdo”, declara. 

Fonte: Portal Bonde – (Colaborou Fernanda Circhia) 

Artigos relacionados