LondrinaManchete

Terceiro concurso da Guarda Municipal é autorizado em Londrina

Confirmadas 35 vagas para repor parte do efetivo; abertura das inscrições deve acontecer em março de 2022

A Prefeitura de Londrina, por meio das Secretarias Municipais de Recursos Humanos e Defesa Social, divulgou na manhã desta terça-feira (16) a autorização do concurso público para o provimento de 35 novos guardas municipais para a cidade de Londrina. O município pretende repor as vagas que foram abertas por conta de pedidos de demissão ou exonerações que aconteceram nos últimos anos. Este é o terceiro certame desde a criação da secretaria de Defesa Social em 2009.

Foto: Defesa Social / divulgação

O prefeito Marcelo Belinati assinou a autorização para que a Secretaria de Recursos Humanos deflagre todo o processo do concurso, durante a coletiva de imprensa. Ele falou sobre o aumento do efetivo. “De início são 35 novas vagas, mas como o concurso tem um prazo de dois anos renováveis por mais dois anos, muito provavelmente esse concurso será utilizado para que a gente possa recompor e até aumentar o efetivo da Guarda Municipal de Londrina. Ela presta um serviço muito bom para a cidade. Eu creio que agora na pandemia isso ficou muito claro. São inúmeras incumbências e responsabilidades. Nós temos a lei seca, a questão da pandemia, a fiscalização do trânsito, o apoio às polícias Militar e Civil, e tantas outras funções que a guarda tem desempenhado”, pontuou.

A partir de hoje o município tem até 90 dias para concluir um estudo sobre os custos do certame, perfil psicodinâmico requerido para ocupação do cargo, conteúdo das provas, tipos de questões entre outros assuntos. Após esse prazo será lançado o edital completo e feita abertura das inscrições. A previsão é que o edital seja lançado no final de fevereiro/início de março.

Foto: Vivian Honorato / NCom

A secretária de Recursos Humanos, Julliana Faggion, informou que será feito o que for possível adiantar as fases. “Todo concurso tem um prazo de execução entre 120 e 180 dias, isso minimamente. Quando a gente fala do cargo específico de guarda que exige mais fases de habilitação do que um concurso administrativo, por exemplo, então é possível que ele chegue até um ano de prazo de execução. As fases que derem para acelerar, nós vamos acelerar”.

Foto: Vivian Honorato / NCom

O último concurso foi aberto pela prefeitura em 2012. Até o momento a instituição foi agregando novas atribuições e ferramentas de trabalho. O secretário de Defesa Social, Pedro Ramos, falou sobre motivo da necessidade dessa nova contratação. “Com o estatuto nacional da guardas em 2014, definindo melhor as atribuições, isso gerou uma demanda de trabalho natural. Como a gente vem enfrentando a saída de alguns por novas oportunidades, exonerações por outras situações de desvios de conduta, a necessidade de repor é urgente. Inicialmente as 35 vagas estão dentro do orçamento que a administração já previa. Vamos formar os 35 e ampliar isso na medida da capacidade financeira e orçamentária do município”, explicou.

Não haverá limite de idade para inscrição para a prova, desde que o candidato tenha condições de atender aquilo que estará no edital do ponto de vista do condicionamento físico, intelectual e psicológico.

Foto: Bruno Amaral / Defesa Social

Ramos destacou ainda quais são as principais fases que os candidatos devem se atentar para ingressar à instituição. “Prova objetiva, aptidão física, conduta social e curso de formação. Sobre a conduta, nós entendemos que o melhor ensinamento é o exemplo, portanto não podemos admitir a um agente se segurança que ele não dê o melhor exemplo para a sociedade, de honestidade, de seriedade e de coragem. Esse é um quesito fundamental no período de formação. Aqueles que tiver algum interesse em integrar as fileiras da Guarda Municipal, saiba que nós estamos procurando pessoas responsáveis, honestas, justas e que enxergam na sociedade efetivamente o seu semelhante. Sobre a formação, esta é uma avaliação técnica que nos permite avaliar os novos candidatos para saber eles estão ou não aptos para o trabalho”, explicou.

Informações complementares

Um agente da Guarda Municipal de Londrina tem carga horária semanal de 36 horas e recebe inicialmente R$ 3.042,28. A instituição foi criada através da lei municipal 10.774/09 que instituiu a Secretaria Municipal de Defesa Social. Todos os dias as equipes de agentes percorrem as ruas e avenidas das áreas urbanas e dos oito distritos rurais para garantir a sensação de segurança e o bem-estar da sociedade.

Artigos relacionados