Entretenimento

Tem muita gente achando que o coronavírus tem relação com a cerveja Corona

Tendências de busca no Google ilustram que estamos cercados de pessoas muito confusas sobre a doença altamente infecciosa.

Na última terça-feira, a conta do GoogleTrends no Twitter apontou que as buscas no mundo todo por “sintomas coronavírus” tinham aumentado em 1.050% comparado com a semana anterior. Eles também listaram as cinco principais buscas relacionadas durante as 24 horas anteriores, incluindo “como evitar o coronavírus” e “como o coronavírus se espalha”.

Apesar da tentativa global de conseguir a opinião do Dr. Google sobre o que devemos ou não fazer para evitar o vírus, outra busca popular no Google também demonstrou que estamos cercados por pessoas muito, muito confusas.

O BoingBoing descobriu que nos últimos dias também houve um pico nas buscas por “cerveja corona vírus”. Isso mesmo! Há um pessoal achando que o coronavírus, também conhecido como nCoV, tem alguma coisa a ver com a marca de cerveja “Corona”.

As buscas vêm principalmente da América do Norte (mas não do México, onde a cerveja é fabricada) e Europa Ocidental (você mesmo, Finlândia), além de Austrália, Índia, Indonésia, Japão e Nova Zelândia.

Meio triste precisar escrever isso, mas a única coisa que a cerveja Corona e o nCoV têm em comum é a origem dos nomes. No latim, corōna significa “coroa”, e línguas modernas continuam a refletir isso; “corona” ainda se traduz como coroa no catalão, espanhol e italiano, entre outras.

Coronavírus chamam assim por causa das pontas como uma coroa em sua superfície, e qualquer um que já tirou o rótulo de uma garrafa de “Corona” notou a coroa em cima do slogan “La Cerveza Mas Fina”. Mas a “Corona” veio antes do vírus mesmo: “Corona” começou a ser produzida em 1925, enquanto os coronavírus humanos só foram identificados em 1965.

Talvez sem surpresa, confundir um vírus respiratório com uma marca de cerveja não é a desinformação mais imbecil que apareceu na internet. O Daily Beast descobriu que o pessoal da conspiração QAnon está sugerindo que a melhor maneira de se proteger do coronavírus é bebendo água sanitária. Em tuítes e vídeos, teóricos da conspiração QAnon sugerem que seus seguidores comprem e usem um produto chamado Miracle Mineral Solution, Miracle Mineral Supplement ou simplesmente MMS.

“Vou pra casa e vou jogar MMS na propriedade inteira”, o site citou o defensor da QAnon, Jordan Sather, dizendo isso durante um vídeo recente. “Use MMS em tudo.” Tem muitos problemas aí, incluindo que MMS é feito com um alvejante industrial.

Ano passado, o FDA publicou um alerta contra beber MMS e outros produtos contendo clorito de sódio e dióxido de sódio. “O FDA recebeu relatos de consumidores que sofreram de vômito severo, diarreia severa, pressão baixa com risco de vida causada por desidratação, e insuficiência hepática depois de beber esses produtos”, a agência escreveu na época.

 

 

Via
Vice

Artigos relacionados