DestaqueSaúde

Secretaria de Saúde alerta sobre vacinação contra a febre amarela

A vacinação deve ser intensificada devido aos casos da doença registrados em municípios de São Paulo, que fazem divisa com o Paraná

A Secretaria Municipal de Saúde, através do Setor de Vigilância Epidemiológica, informa que estão disponíveis em Ibiporã doses da vacina para imunização contra a Febre Amarela. A doença voltou a preocupar os órgãos de saúde, uma vez que novos casos foram registrados em cidades do estado de São Paulo, que fazem divisa com o Paraná.

De acordo com o Setor de Epidemiologia, a vacina pode ser feita em pacientes que tenham de nove meses a 59 anos de idade, sendo que apenas uma dose é o suficiente para proteger por toda a vida. Caso o paciente não tenha a vacina, ou tenha dúvidas, deve-se procurar a Unidade Básica de Saúde de sua referência, tendo em mãos documentos pessoais e a carteira de vacinação, para que possa ser avaliada a situação vacinal.

A vacina é contraindicada para gestantes, mulheres que estejam amamentando, histórico de reações anafiláticas a ovo de galinha e seus derivados, imunodeficiência congênita ou secundária por doença (HIV, neoplasias), ou por tratamento (uso de  drogas imunossupressoras, radioterapia).

Secretaria Estadual de Saúde traça plano de combate à febre amarela

Um plano de ação para combate à febre amarela foi debatido na última segunda-feira (21) por meio de videoconferência na sede da Secretaria de Estado da Saúde, com representantes do Ministério da Saúde e da Secretaria do Estado de São Paulo. A vacinação está sendo intensificada em função do aparecimento de casos da doença em São Paulo, perto da divisa com o Paraná.

A Superintendência de Vigilância em Saúde também traçou um plano com a 2ª Regional de Saúde, que reúne Curitiba e outros 28 municípios da Região Metropolitana. Duas equipes foram formadas para intensificar a busca ativa por pessoas para serem vacinadas nos municípios de Dr. Ulisses, Cerro Azul, Adrianópolis, Tunas do Paraná e Bocaiúva do Sul, os mais próximos da divisa com São Paulo.

Os funcionários de unidades de saúde dessas cidades também foram orientados a oferecer a vacina contra febre amarela a todas as pessoas que estiverem nas salas de espera das unidades.

No Paraná, até o momento, não há circulação do vírus. Desde julho do ano passado, houve 17 notificações; dessas, 15 já foram descartadas e duas continuam sob investigação. Qualquer dificuldade na execução dessa busca ativa de população para vacinar deve ser reportada à Ouvidoria da Secretaria da Saúde (0800 644 44 14).

Fonte: Agência Estadual de Notícias e Danilo Pomin – Núcleo de Comunicação Social/PMI

Artigos relacionados

Close