Foto: Vivian Honorato/NCom

Desde o início do ano letivo na rede municipal de ensino, no dia 7 de fevereiro, aproximadamente 80% dos 46 mil estudantes matriculados aderiram ao sistema presencial. Devido à situação da pandemia de Covid-19, a Secretaria Municipal de Educação (SME) possibilitou aos pais e responsáveis que optassem por levar as crianças às creches e escolas ou retirassem, nas unidades, atividades adaptadas para que sejam feitas em casa.

Essas condições estão em vigor até o fim do mês, sendo que os alunos que estão estudando em casa não têm suas faltas contabilizadas, desde que suas famílias tenham informado a SME previamente sobre sua escolha.

No dia 3 de março, após o feriado de Carnaval, todas as crianças deverão retornar ao ensino presencial. Após essa data, os professores corrigirão as atividades que os alunos haviam realizado em suas residências, e atribuirão créditos de presença aos que as completarem corretamente. Já os estudantes que não fizerem as tarefas terão que repor esse conteúdo, conforme definido por cada unidade.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, a pasta avalia muito positivamente os primeiros dias do retorno escolar, especialmente no que se refere à relação entre unidades de ensino e famílias. “Estamos indo para a segunda semana bastante animados, trabalhando para que as escolas continuem a seguir à risca os protocolos de segurança e que o retorno presencial, em março, seja feito da melhor forma possível. As crianças têm adotado muito bem as medidas necessárias, como o uso de máscaras e higienização das mãos”, frisou.

Foto: Vivian Honorato/NCom

Protocolos – Para garantir a segurança das crianças, cada unidade tem seu próprio Plano de Biossegurança, que fornece orientações e diretrizes relativas à prevenção da transmissão do novo coronavírus. Além disso, como determinado pela Secretaria de Educação, o uso de máscaras de proteção é obrigatório para alunos acima de dois anos, professores e demais servidores que atuam nas creches e escolas, e cada local deve disponibilizar álcool em gel para as crianças.

A pasta tem feito a distribuição de máscaras regularmente, sendo que cada aluno das creches e escolas municipais recebeu duas máscaras, que haviam sido enviadas para os estoques das unidades entre dezembro de 2021 e janeiro deste ano.

Segundo a diretora Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Mariângela Bianchini, as escolas e creches realizaram um planejamento minucioso, incluindo detalhes como procedimentos para a entrada e saída dos estudantes e o horário do lanche, de forma a evitar aglomerações.

Bianchini ressaltou, também, que nas ocasiões em que os alunos apresentarem sintomas de Covid-19 ou diagnóstico positivo, essas crianças deverão ficar em casa, respeitando o prazo de 10 dias de isolamento, ou o período que for indicado pelo médico.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009