Em operação que mobilizou 63 policiais de praticamente todas as unidades de Londrina e região na manhã desta sexta-feira (7), a Polícia Civil conseguiu prender oito integrantes de uma quadrilha que comandava o tráfico de drogas em Sertanópolis (Região Metropolitana de Londrina).

De acordo com o delegado Ricardo Jorge Rocha Pereira Filho, que é de Bela Vista do Paraíso e comandou a operação Disputa ao lado do delegado de Sertanópolis, Henrique Hoffmann, o grupo controlava ao menos seis pontos de comércio de entorpecentes, popularmente conhecidos como “biqueiras”. “Trata-se de uma quadrilha muito violenta. Conseguimos identificá-la a partir das investigações de um assassinato cometido na cidade em julho passado. Recentemente, em setembro, houve uma tentativa de homicídio que também atribuímos ao grupo. No curso dos inquéritos, encontramos indícios de que estas pessoas atuavam de maneira organizada e coordenada”, explica.

Foram expedidos 21 mandados de busca e apreensão, nove de prisão e cinco de condução coercitiva. Não foram cumpridos um de prisão – contra o líder do bando, Emerson Silva de Souza, o “Pelé”, que já é considerado foragido – e três de condução, cujos alvos não foram localizados. Além de Sertanópolis, os mandados também tinham endereços de Londrina, Sertaneja, Assaí e Ibiporã, entre outras cidades da região.

Das oito pessoas que foram presas preventivamente, sete tiveram seus nomes revelados: Edno de Oliveira Silva, Marcos Danilo Mendes, Patrícia Lessandra Passos, Érico Dias dos Santos, Luís Aparecido Souza Junior, Ésio José Nogueira Junior, Laudelino de Souza Neto. O oitavo ainda não está identificado oficialmente porque foi preso em flagrante e ainda não foi levado à chefia da operação. “Ainda não conseguimos prender o chefe da quadrilha, mas conseguimos tirar das ruas as principais lideranças, que são conhecidos como gerentes das ‘biqueiras’. Com isso, acreditamos ter desarticulado a operação que eles mantinham na cidade”, comemora o delegado Rocha.

Durante o cumprimento dos mandados de busca, foram apreendidas munições dos calibres 12 e 9 mm, pinos de cocaína, porções de maconha, uma grande quantidade de dinheiro vivo e cadernos da contabilidade do grupo criminoso. Segundo as anotações, um único ponto de comercialização de drogas seria responsável por movimentar, semanalmente, cerca de R$ 2 mil.

A operação Disputa foi realizada pela 22ª Subdivisão Policial (SDP), de Arapongas, com apoio da 10ª SDP, de Londrina, e da 11ª SDP, de Cornélio Procópio.

 

Com informações do Portal Bonde


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009