Uma iniciativa inédita do Governo do Estado está tirando milhares de paranaenses da fila de espera por cirurgias de catarata. Em dez meses, mais de 19 mil procedimentos oftalmológicos já foram realizados. A ação faz parte do Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas, bancado exclusivamente com recursos do governo estadual.

Neste período, o mutirão já realizou 39 mil cirurgias eletivas, incluindo procedimentos nas áreas de hérnia de disco, varizes, ortopedia, ginecologia, urologia. Segundo o governador Beto Richa, o objetivo é zerar a demanda por cirurgia de catarata no Estado, além de reduzir significativamente a fila de espera nas demais especialidades.

“Somos o único Estado do País a aplicar recursos próprios nesta área. Isso demonstra nossa preocupação com o bem-estar dos paranaenses. São quase R$ 50 milhões que vão refletir diretamente na qualidade de vida de milhares de pessoas”, destacou o governador.

Inicialmente, a meta era realizar 30 mil procedimentos. Como este objetivo foi alcançado bem antes do prazo previsto, a intenção agora é elevar a meta para 60 mil cirurgias até setembro deste ano. “Organizamos uma ampla estratégia para beneficiar pacientes de todo o Estado. Trata-se do maior mutirão de cirurgias eletivas já realizado no Paraná”, declara o secretário estadual da Saúde em exercício, Sezifredo Paz.

A ação do governo estadual tem garantido mais qualidade de vida a um grande grupo de pessoas que há muito tempo esperava por uma cirurgia de catarata. São pacientes de todas as regiões do Estado, cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS). Muitos, inclusive, já enfrentavam sérios problemas de visão e agora voltaram a enxergar.

Este é o caso do aposentado Antônio Beilner, de 77 anos, morador de Marmeleiro, no Sudoeste do Estado. Ele afirma que tinha muitas dificuldades para identificar pessoas a sua frente. “A visão ficava embaçada. Se tivesse alguém a seis, sete metros a minha frente eu já não conseguia reconhecer quem era”, conta.

PRANCHITA – Diagnosticado com catarata nos dois olhos, Beilner foi operado no mutirão de cirurgias realizado no município de Pranchita, também no Sudoeste. Somente neste último fim de semana, 308 pacientes de 26 municípios foram beneficiados. Cerca de 80% terá que retornar em agosto para colocar o implante no outro olho.

Seu Liberal e dona Noêmia Calegaro, ambos com 83 anos, estão entre os pacientes que voltarão ao hospital de Pranchita para uma nova cirurgia. De acordo o filho do casal, Valacir Antônio, o mutirão significa o fim de uma longa espera. “Estamos lutando há anos por esta cirurgia. Enxergando melhor, com certeza eles terão uma nova vida”, ressaltou Valacir.

A catarata é uma doença grave que compromete a visão e que, se não tratada adequadamente, pode até levar à cegueira. A maioria dos casos se desenvolve em pessoas com idade mais avançada, mas em algumas situações atinge também jovens.

Leia mais AQUI


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009