DestaqueEconomiaLondrina

Londrina perde sete empresas para Ibiporã

Contrato para que essas novas empresas possam se instalar no município foi assinado em solenidade nesta segunda-feira (19), no saguão do Cine Teatro Pe. José Zanelli

A Prefeitura Municipal de Ibiporã, por meio da Secretaria de Indústria de Comércio, atraiu 12 novas empresas para o município. A assinatura dos contratos de compra e venda dos terrenos adquiridos pelos empresários ocorreu na segunda-feira (19).

No total, foram licitados 15 lotes, por meio da modalidade concorrência pública, sendo nove no Condomínio Empresarial e seis no Parque Industrial Nenê Favoretto. No Condomínio Empresarial foram licitados 18.659 m², no valor de R$ 1,2 milhão. Já no Parque Industrial Nenê Favoreto, o município comercializou 26.283,02 m², no valor de R$ 844 mil.

As empresas a se instalarem no município serão Benni Alimentos Saudáveis (Londrina), Elo Componentes Eletroquímicos (Ibiporã), Enzzo Com. e Imp. De Moveis (Londrina), G S V B Import (Londrina), Hayama Ind. Com. de Prod. Eletrônicos (Londrina), Indústria e Comércio de Confecções Graciano (Londrina), JPL Indústria e Comércio de Embalagens (Ibiporã), Kobratec Indústria e Tecnologia EIRELI (Londrina), Mape Store Indústria e Comércio de Móveis (Ibiporã), Mega Galpões – Estruturas e Eventos (Londrina), Petrus Comércio de Cosméticos (Ibiporã), e Pita & Cia (Cambé). Destas, sete estão em Londrina atualmente e vão mudar-se para a Ibiporã.

Existem mais processos licitatórios em andamento para a ida de outras empresas para Ibiporã. “Temos pelo menos mais quatro empresas já definidas, em que brevemente assinaremos os contratos, além de outras que estamos em contato para atraí-las, inclusive para que ocupem espaços que estão disponíveis como galpões construídos por outros empresários. Estamos também trabalhando para a viabilização de novas áreas para expansão de nossos parques industriais”, destacou o prefeito do município, João Coloniezi (MDB). A previsão é que cerca de R$ 35 milhões sejam investidos apenas no processo de instalação das novas empresas, com a geração, inicialmente, de 310 novas vagas de emprego.

Segundo o secretário de Indústria e Comércio, Antônio Antonholi, o número de 12 empresas assinando contratos é satisfatório pelo tempo de dois anos de mandato da administração, porém, a busca por novos empreendedores é incessante. “É um número muito importante. Nós tínhamos mais oportunidades para trazer outras empresas, porém, a quantidade de terrenos disponíveis estava limitada, mas pelo momento este é um número muito satisfatório. Na última semana tivemos mais um chamamento público e até mesmo nos próximos dias já devem assinar contrato com a homologação dos processos”, enfatizou.

Fonte: Núcleo de Comunicação Social/PMI – Com informações do Portal24horas

Artigos relacionados

Close