Milhares de cidadãos de Ibiporã, Jataizinho, Sertanópolis e Primeiro de Maio tiveram acesso à justiça e cidadania, sem custos, e de maneira rápida e eficiente com a realização, pela primeira vez em Ibiporã, do programa “Justiça no Bairro Sesc Cidadão”, entre os dias 23 e 27 de maio.

O evento, uma parceria entre o Poder Judiciário, o Sistema Fecomércio Sesc Senac PR e a Prefeitura Municipal de Ibiporã, objetivou o atendimento à população economicamente vulnerável (renda familiar de até três salários mínimos), favorecendo a conciliação por meio de audiências prévias em inúmeras áreas do direito, possibilitando a resolução com a expedição imediata dos documentos.

Segundo a equipe do projeto, cerca de 10 mil atendimentos foram realizados nesta edição, entre perícias (Curatela, Previdenciárias, Indenizatórias, DPVAT, DNA e Incidente de Insanidade Mental), audiências (processos em trâmite e demanda reprimida) e confecção de carteiras de identidade. Além do atendimento jurídico e jurisdicional, a população teve acesso a uma série de serviços, como emissão de carteira de trabalho, divulgação de vagas de emprego, vacina da gripe, orientações na área de Saúde, Assistência Social, renegociação de dívidas de tributos municipais e recreação.

No sábado, as atividades se concentraram na quadra poliesportiva e nas salas do centro catequético da Paróquia Nossa Senhora da Paz (Igreja Matriz). Milhares de pessoas chegaram cedo ao local e aproveitaram a folga e a variedade de atendimentos para colocar a vida em dia. Terezinha Paulinho buscou atendimento para divórcio consensual e retificação dos documentos. “Estou separada há algumas semanas e como não tenho recursos financeiros e baixa visão devido ao glaucoma esta é uma boa oportunidade de buscar assistência”, comentou a dona de casa.

Moradora do Jardim San Rafael, Miridiane Teixeira Adão aproveitou a oportunidade para fazer o RG dos filhos Cassiane e Pedro Henrique. “É um documento importante, uma garantia a mais de segurança, além facilitar na hora de matriculá-los na escola e viajar. Se não fosse a facilidade proporcionada pelo Justiça no Bairro ia adiar este compromisso”, comentou a dona de casa. As crianças também aproveitaram o evento, participando das atividades recreativas e culturais ofertadas pelas Secretarias Municipais de Cultura e Esporte, como basquete, tênis de mesa, “hora do conto”, coloração de imagens e confecção de figuras feitas com balões de gás.

Acompanhada das filhas, a funcionária pública Alcimeire Matos Zanutto aproveitou a folga para visitar o evento e buscar vários serviços. “A Laís fez a carteira de trabalho e procuramos vagas de emprego e cursos de qualificação com os servidores da Secretaria do Trabalho. Também aproveitei para aferir a pressão. Foi tudo rápido e fomos bem atendidas. É um projeto que precisa se repetir”, opinou Alcimeire.

Presente ao evento, o prefeito João Coloniezi ressaltou o caráter cidadão e de responsabilidade social do programa. “Graças à união entre entidades públicas e privadas garantimos a verdadeira cidadania, levando a justiça a quem realmente precisa, de forma simples, rápida e eficiente”, expôs o prefeito.

Casamento coletivo
O encerramento das ações do programa foi com um casamento coletivo de 122 casais de Ibiporã e Jataizinho, no sábado à noite, no Cine Teatro Padre José Zanelli.

O Cine Teatro ficou lotado e como mais de 240 lugares foram ocupados somente pelos noivos, muitos dos seus familiares e amigos acompanharam a projeção ao vivo em um telão, montado do lado de fora do teatro. Paralelamente ao casamento no civil, celebrado pela desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), Joeci Machado Camargo, idealizadora e coordenadora do programa “Justiça no Bairro”, houve uma benção ecumênica aos noivos, que também receberam de presente uma sessão de fotos no saguão, feita por profissionais do Núcleo de Comunicação Social da Prefeitura de Ibiporã.

Entre as autoridades, prestigiaram o evento o prefeito João Coloniezi e a primeira-dama e secretária municipal de Educação, Margareth Coloniezi; o vice-prefeito Beto Baccarim e sua esposa Antônia Gobbi Baccarim; secretários municipais, os veradores Mari de Sá, Rafael da Farmácia, Zezinho Estoril, Claudomiro Maciel (Miro Despachante), entre outros.

De acordo com Joeci Camargo, em 15 anos de existência o “Justiça no Bairro” realizou mais de dois milhões de atendimentos e celebrou mais de 100 mil casamentos em vários municípios paranaenses e no interior de São Paulo. “A realização fantástica desse trabalho vem ao encontro daquilo que eu sempre preguei, que é o juiz sair do seu gabinete e ir ao encontro da população. É esse Judiciário que merece o nosso respeito”, enfatizou a desembargadora.

Justiça no Bairro em números – Ibiporã

Total de atendimentos geral: 10 mil

Expedição de cédula de identidade: 1.250

Audiências: 450

Perícias: 270

Total de casamentos: 122


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009