O prefeito José Maria Ferreira acompanhado de membros do Conselho Comunitário de Segurança de Ibiporã (Conseg), representantes da Administração Municipal, Associação Comercial e Empresarial de Ibiporã (Aceibi) e vereadores estiveram no Palácio Iguaçu, em Curitiba, na última terça-feira (21), para uma audiência com o governador Beto Richa. O objetivo foi levar ao conhecimento do governador algumas demandas do município, principalmente no que se refere à segurança e ao Hospital Cristo Rei.

Os representantes do Conseg entregaram um ofício ao governador solicitando aumento do efetivo policial, mais viaturas e transferência dos presos condenados que estão sendo mantidos na Delegacia. “Nos últimos meses registrou-se um aumento no índice de homicídios, furtos e assaltos contra pessoas e estabelecimentos comerciais. Necessitamos urgentemente de novos investimentos em segurança pública”, expôs José Maria.

Beto Richa comprometeu-se a estudar com o secretário de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita de Oliveira, uma atenção especial aos pleitos para a melhoria da segurança pública em Ibiporã. “Solicitarei que ele converse com o comando da PM em Londrina para que avalie a situação do município e, caso seja necessário, destine mais policiais e aumente as rondas”, assegurou o governador. Ele lembrou que 2.800 policiais militares aprovados em concursos públicos se encontram em formação e estarão nas ruas até o final do ano.

A comitiva também discutiu com Beto Richa a grave situação em que se encontra o Hospital Cristo Rei, única unidade hospitalar a atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O hospital filantrópico vive uma forte crise e necessita de ajuda para manter as portas abertas. O déficit mensal chega a R$170 mil e os médicos estão há quatro meses sem receber salário.

O governo municipal repassa todo mês R$187 mil para o pagamento dos plantões de algumas especialidades, R$13 mil da Rede Mãe Paranaense porque acolhe os partos de baixo risco e risco intermediário da microrregião e R$70 mil do governo estadual via HospSUS (Programa de Apoio e Qualificação de Hospitais Públicos e Filantrópicos do SUS no Paraná).

O hospital aguarda a subvenção social pelo Estado, que limita o auxílio custeio a 50% do faturamento do SUS, pelo prazo máximo de 24 meses, visando dar condições as instituições que prestam atendimento ao SUS. A lei foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná no último mês de maio, e estabelece normas para a concessão de subvenções sociais pelo Estado aos hospitais públicos ou privados, filantrópicos sem fins lucrativos, declarados de utilidade pública por lei estadual, que estejam sob regime de intervenção administrativa ou judicial, caso do Cristo Rei. “Solicitamos que o governo assegure aporte de R$200 mil mensais até o final do ano para que o hospital não feche as portas. O Cristo Rei possui 104 leitos e é referência nos atendimentos de urgência e emergência para cinco municípios vizinhos, atingindo a uma população de mais de 100 mil habitantes. Cerca de três mil pessoas são atendidas mensalmente no Cristo Rei”, ressaltaram José Maria e a secretária de Saúde, Leilaine Furlaneto. Beto Richa também se comprometeu a discutir a reivindicação de aporte de recursos ao secretário da Saúde, Michele Caputo Neto.

O prefeito também aproveitou a oportunidade para incluir na pauta de reivindicações a retomada das obras do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP), a construção do Ensino Médio do Colégio Estadual Ulysses Guimarães, o prefeito afirmou ao governador que desde 2010 pleiteia este objetivo e que há mais de cinco anos, o município doou à Secretaria Estadual de Educação o terreno de 16 mil m², além  da duplicação da PR-090, na saída para Sertanópolis, onde está se estruturando o parque industrial Nenê Favoretto.

Conforme o prefeito José Maria a audiência com Beto Richa discorreu com a costumeira atenção do governador com os pleitos de Ibiporã. “Tenho certeza que haveremos de lograr resultados positivos aos pleitos do Hospital Cristo  Rei (HCR), pelo menos em parte e considero muito provável o reinicio da obra do Colégio CEEP”, finalizou o prefeito.

Participaram da audiência pública com o governador Beto Richa, o prefeito José Maria Ferreira, vereadores Lafayette Forin e Mari de Sá, secretária de Saúde, Leilaine Furlaneto, chefe de gabinete, Manoelino de Carvalho, chefe do Núcleo de Defesa Social (Nudes) e membro do Conselho Deliberativo do Conseg, Carlos Alberto Caprera, presidente da Aceibi, Leopoldo Semprebom, segundo diretor financeiro da Aceibi,  Artur Abreu Martins Junior,  membros do Conseg – Padre Wagner Rodrigues Pereira (vice-presidente), Edy Campos Carvalho (secretário), Rubisney Inácio Pinto (1º secretário), Irani Spíndola Gianjacomo (2º tesoureiro), pastor João Carlos Vilande (Conselho de Ética e Disciplina).

album segurança conselho album segurançaconselho1 album segurançaconselho2 album segurança conselho3 album segurança conselho4 album segurança conselho5


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009