A vereadora Maricélia Soares de Sá (Mari de Sá) aproveitou o período de Explicações Pessoais da Sessão Ordinária realizada segunda-feira (2) na Câmara Municipal de Ibiporã para falar sobre três assuntos importantes para todos os ibiporãenses.

Ela anunciou a publicação do Edital de Concorrência para o início das obras de duplicação da Avenida Ibraim Prudente da Silva, parabenizou a Secretaria Municipal de Saúde pela instalação de aparelhos de ar-condicionado e ventiladores na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas e no Centro de Saúde Dr. Eugênio Dal Molin e comentou sobre as denúncias de casas vazias ou ocupadas por terceiros nos Conjuntos Mustafá Issa, Miguel Petri e Jamil Sacca.

Sobre o início da licitação para as obras de duplicação da Avenida Ibraim Prudente da Silva, a vereadora Mari de Sá destacou que elas serão executadas em três lotes e que o edital publicado no final do mês passado trata dos dois primeiros. “A concorrência está marcada para o dia 2 de junho e, depois de liberada a ordem de serviço, a empresa vencedora terá 270 dias para executar a obra que, como todos nós sabemos, é muito esperada por aquela região, por isso quero enaltecer, falar da minha alegria, do meu agradecimento a todos que estão envolvidos neste projeto, uma obra muito ampla, bastante complexa, que vai trazer maior segurança àquela comunidade”.

Com relação à instalação de aparelhos de ar-condicionado e ventiladores na UPA 24 horas e no posto de saúde central, a vereadora Mari de Sá fez questão de dizer que vem atender um pedido da comunidade, que foi levado à administração municipal por vários vereadores, ressaltando a conquista da população que se utiliza destes serviços. “Gostaria de agradecer o esforço de todos em mais este benefício, da Secretaria Municipal de Saúde, do Executivo, do Legislativo, de toda a equipe que atua na UPA, dos cidadãos, enfim, de todos que tiveram uma parcela importante para a realização deste trabalho, porque a UPA tem tido um papel fundamental na nossa cidade, atendendo ali, em média, 230 pessoas todos os dias. Parabéns a todos.”

ALTA VELOCIDADE

Os vereadores Daniel Sarábia, Marcos Antonio Dias (Marcos da Ambulância) e Hugo Furrier também se manifestaram sobre uma questão que vem preocupando as pessoas que procuram atendimento na UPA, que é a alta velocidade desenvolvida por alguns motoristas irresponsáveis.

A informação que surgiu durante as discussões foi de que a Secretaria Municipal de Obra está realizando um estudo para verificar uma maneira de conter a velocidade em frente à UPA, mas que os motoristas também deveriam se conscientizar de que no local há sinalização suficiente e de que estão colocando em risco a vida das pessoas que procuram atendimento na Unidade de Pronto Atendimento.

“Eu fui cobrado diversas vezes por pessoas que pedem a instalação de uma faixa elevada de pedestre”, disse o vereador Daniel Sarábia. O vereador Marcos da Ambulância lembrou que estes dias tinha até um pessoal que não estava respeitando nem aquela faixa amarela em frente à UPA, de proibido estacionar, inclusive, quando chegou com a ambulância com uma urgência teve de ligar a sirene para alertar os motoristas a retirarem os carros daquele local. O vereador Hugo Furrier disse que o prefeito José Maria Ferreira falou que, após a construção da rotatória planejada para a Avenida Souza Naves, faria a faixa elevada de pedestre.

A vereadora Mari de Sá disse que todas estas soluções são bem-vindas, mas há necessidade de se fazer um trabalho também de conscientização dos motoristas. “Tem sinalização e iluminação, então o cidadão também tem de fazer a parte dele porque são pessoas que não estão em condições de saúde muito boa, então é um risco realmente grande para aquela comunidade que está utilizando aquele serviço”.

DENÚNCIA DAS CASAS

A vereadora Mari de Sá também falou que tem recebido denúncias com relação às casas do Mustafá Issa, Miguel Petri e Jamil Sacca. São pessoas que dizem que têm casas fechadas e se tem como repassa-las para outros cidadãos. Ela disse que estas denúncias devem ser encaminhadas para a Secretaria de Ação Social e informou que, desde a ocupação do primeiro empreendimento, 80 casos foram tratados pelo órgão, em parceria com a Caixa Econômica Federal, dentre eles seis chaves foram retomadas com a colocação dos devidos suplentes e 17 processos de denúncia continuam tramitando, sendo apenas duas denúncias de imóveis vazios, e os demais com uso indevido por terceiros, e os outros comprovaram a regularidade.

“Só queria deixar isso registrado porque nosso papel é fiscalizar, juntamente com a comunidade, que tem tido voz nesse processo, e que a Secretaria está atenta a todas as denúncias. Então quem realmente tiver uma denúncia que leve até a Secretaria porque esses casos estão sendo investigados a fundo, inclusive com visita surpresa da Ação Social para verificar qual a condição destas casas.”


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009