Ibiporã receberá 11 mil doses da vacina contra a dengue. A vacinação começará no dia 13 de agosto em 30 cidades, escolhidas por critérios técnicos e epidemiológicos, e seguirá até o dia 31, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos municípios contemplados.

A campanha contemplará a faixa etária entre 15 e 27 anos, o que corresponde a 20% da população ibiporaense. Segundo o governo do Estado, essa faixa concentra cerca de 30% dos casos de dengue no Paraná. Nos municípios de Paranaguá (Litoral) e Assaí (Norte) a vacina será para a faixa etária entre nove e 44 anos completos porque ambas as cidades têm incidência superior a 8 mil casos por 100 mil habitantes. Em Paranaguá, o número de pessoas que têm direito à vacina chega a 90 mil pessoas.

A meta é vacinar pelo menos 80% do público alvo. No Dia D da campanha, em 13 de agosto (sábado), os postos de saúde ficarão abertos durante todo o dia. No dia 6 de agosto, os profissionais de saúde de Ibiporã participarão de uma capacitação em Maringá sobre a vacina e estratégias da campanha.

A previsão é que a vacina seja aplicada em três doses, com um intervalo de seis meses entre cada aplicação. Além desta primeira etapa, em agosto, haverá ainda novas campanhas em fevereiro de 2017 e agosto de 2017. As principais contraindicações são para gestantes, mães que amamentam e imunodeprimidos.

O Governo do Estado investirá R$ 50 milhões na aquisição de 500 mil doses da vacina. O Paraná é o primeiro das Américas a fazer uma campanha pública contra a dengue. A Dengvaxia, vacina produzida pela empresa francesa Sanofi Pasteur é pioneira no mundo e foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em dezembro de 2015, depois de 20 anos de pesquisa e a comprovação de sua efetividade. É indicada para prevenção da dengue causada pelos sorotipos 1, 2, 3 e 4 para pessoas entre 9 e 45 anos, vivendo em áreas endêmicas.

Segundo o governador Beto Richa, a vacinação deste ano terá impacto efetivo no próximo verão, visto que a primeira dose já concede proteção à doença, evitando assim novas epidemias. A incidência de dengue no Paraná aumentou três vezes de 2013 a 2015. Em relação ao último período epidemiológico (agosto de 2015 a julho de 2016), o número de casos de dengue cresceu 55%. Mais de 80% da população do Estado, cerca de 9 milhões de pessoas, vive em áreas com circulação viral.

O Paraná tem 55.640 casos confirmados de dengue desde agosto de 2015 e 61 mortes causadas pela doença somente neste ano, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Oitenta e nove cidades estão com epidemia de dengue. O último boletim informativo da doença foi divulgado pela pasta nesta terça-feira (26).

Ibiporã enfrentou epidemias de dengue em 2011, 2013, 2014, 2015 e 2016. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabelece como parâmetro para caracterização de epidemia incidências iguais ou superiores a 300 casos confirmados para cada grupo de 100 mil habitantes. De acordo com o setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, o município registrou de janeiro até 23 de julho, 2.299 casos notificados, sendo 1.431 positivos, todos autóctones (contraídos no próprio município). Também foram diagnosticados cinco casos de zika vírus. A incidência é de 2.734,56 casos/100.000 habitantes.

Mais informações com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica e do Programa de Imunização da Secretaria de Saúde, Sebastiana Riechel – 3178-0374.

 


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009