divulgação/Sesa-PR

A campanha de vacinação contra o sarampo para a faixa etária de 20 a 49 anos segue até 18 de dezembro em Ibiporã. Além desse grupo, as pessoas que não têm registro da vacina na carteira de vacinação ou não lembram se já foram imunizadas devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima para assegurar a proteção contra a doença. A dose de reforço da vacina é uma estratégia do Ministério da Saúde para interromper a transmissão e eliminar a circulação do vírus no Brasil.

Para se imunizar, basta procurar uma UBS portando um documento com foto e carteira de vacinação, se a possuir. É obrigatório o uso de máscara de barreira. Não é necessário agendamento. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) ressalta que os profissionais estão preparados para receber o público-alvo, seguindo os protocolos de segurança estabelecidos durante a pandemia de Covid-19. A dose só é contraindicada para gestantes, quem teve reação grave a uma dose aplicada anteriormente e para pessoas com imunodeficiência clínica ou laboratorial grave (com sistema imunológico sem capacidade para reagir bem à doença). A SMS orienta que caso a pessoa esteja com sintomas respiratórios aguarde a melhora para poder se vacinar.

A SMS alerta que a campanha contra o sarampo está com uma baixa cobertura vacinal. Em Ibiporã, das 22.600 pessoas nesta faixa de idade, apenas 3.325 foram imunizadas, o que corresponde a 14,71% da meta. “Para que a população esteja protegida da doença, a cobertura vacinal tem que se ser na faixa dos 90%. A vacina é a única forma de se evitar o sarampo. Neste momento de pandemia, na qual precisamos evitar infecções e novas internações, reforçamos a importância da vacinação”, afirma a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Vanessa Luquini.

Conforme a Secretaria de Estado da Saúde (SESA), em 22 de setembro, após 90 dias sem registro de casos novos de sarampo, o Paraná encerrou o surto da doença iniciado em agosto de 2019. O último caso novo da infecção foi registrado em 24 de junho de 2020.

O Paraná estava há mais de 20 anos sem casos de sarampo no território e, em agosto de 2019, o primeiro caso foi confirmado dias após a pessoa viajar para outro estado e retornar para casa infectada pelo vírus. O Informe Epidemiológico atualizado em 23 de setembro contabiliza um total de 1.976 casos confirmados, sendo que 1.600 ocorreram em 2019 e 376 no ano de 2020.O Paraná não registrou ocorrência de óbito em consequência do sarampo.

Dos 399 municípios paranaenses, 49 tiveram registro de casos confirmados.  Em Ibiporã, segundo a Vigilância Epidemiológica, três casos foram notificados este ano, mas nenhum se confirmou. A SESA alerta que embora o Paraná esteja encerrando o surto de sarampo, é preciso ficar alerta, porque o vírus está circulante em outros estados e a mobilidade é grande, as pessoas viajam e voltam para o Estado. Por isso a vacinação é tão necessária.

Sintomas

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, altamente transmissível, que pode ser fatal. A transmissão ocorre através das secreções expelidas na tosse, no espirro ou na fala. O vírus pode permanecer no ambiente por até duas horas. Uma pessoa com sarampo pode transmitir a doença para uma média de 12 a 18 pessoas que nunca tenham sido expostas ao vírus anteriormente ou que não tenham se vacinado. A única maneira de evitar o sarampo é com a vacinação.

Os sintomas mais comuns são febre alta, conjuntivite associada, olhos lacrimejantes e aversão à luminosidade, coriza, vermelhidão pelo corpo, mal-estar e tosse seca persistente. Após três dias de febre alta, em média, surgem as manchas avermelhadas pelo corpo, que duram cerca de 7 a 10 dias. O paciente fica convalescente devido à doença.

 

Serviço

Vacinação contra o Sarampo

Faixa etária: 20 a 49 anos

Quando: até 18/12

Local: UBS

O que levar: documento com foto e carteira de vacinação, se a possuir. Não é necessário agendar.

 

 


Warning: A non-numeric value encountered in /home/u518741285/domains/portaltudo.com.br/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009