LondrinaManchete

Fumacê contra o Aedes aegypti percorre regiões sul, leste, norte e oeste de Londrina

Trabalho é realizado de segunda a sábado em dois horários, e nas manhãs de domingo; objetivo é conter a proliferação do vetor transmissor da dengue

Para combater a proliferação do mosquito que transmite a dengue, o Aedes aegypti, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estendeu a aplicação do inseticida para mais regiões da cidade. O trabalho, iniciado em 23 de março, já percorreu alguns bairros das regiões leste e sul. Agora, está visitando também bairros das regiões norte e oeste.

A dispersão do fumacê acontece quando as temperaturas estão amenas e o Aedes tem maior circulação. Pela manhã, das 4h às 10h, e à noite, das 17h às 21h. De segunda a sábado, a ação é feita nos dois horários e no domingo apenas pela manhã.

Foto: Emerson Dias

Os carros do fumacê realizam três aplicações, no total, em cada localidade. As aplicações são adiadas em caso de interferências climáticas, como chuvas ou ventos fortes, que prejudicam a dispersão ou eficácia do inseticida.

Para que a medida tenha o efeito esperado, a comunidade precisa colaborar abrindo portas e janelas. Isso faz com que o inseticida adentre nas residências. Por outro lado, alimentos, recipientes com comida ou água e os animais domésticos precisam ser protegidos.

As localidades que recebem o inseticida são selecionadas mediante o trabalho em campo com vistorias, realizadas pelos agentes de Controle de Endemias da SMS. “Onde verificamos maior número de focos ou alta nas notificações de dengues e demais endemias, intensificamos as ações de controle, como o fumacê”, explicou o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado.

No entanto, como o inseticida atinge o mosquito somente em fase adulta, eliminar os criadouros é um trabalho essencial. “Cada morador tem que eliminar os pontos e objetos com água parada que existem nos imóveis. Só assim conseguiremos conter a proliferação do Aedes e impedir o avanço da dengue na cidade”, frisou o secretário municipal de Saúde.

Os quatro veículos, devidamente apropriados para o fumacê, foram cedidos ao Município pela Secretaria de Saúde do Estado (SESA).

Confira os bairros listados para aplicação do fumacê em Londrina, no decorrer das próximas semanas:

Região Sul: Parque das Indústrias (PIND); jardins Franciscato, Nova Esperança, Del Rey, Atlanta, Residencial Cristal, Santa Joana, Campos Elísios, Novo Perobal, Jatobá, Neman Sayhun, Vale Azul, Piza (I e II), Monte Belo; conjuntos Jamile Dequech, Alto Cafezal, São Lourenço, Roseira, Cristo Rey; parque Ouro Branco (I e II).

Região Leste: jardins Santa Fé, Marabá, Meton, Castelo, Morumbi, Espanha, Kase; vilas Yara, Santa Terezinha, Casone, Góes; e conjunto Pindorama.

Região Noroeste: conjuntos Parigot de Souza, Chefe Newton, Santa Rita V, Hilda Mandarino, Carnascialli; Residencial do Café; jardins Continental, Paraty, Palmas, Padovani, Santo André, Maria Lúcia, Santa Madalena, Nova Olinda, Imagawa, Cabo Frio; parques São Jorge, Ouro Verde, Residencial Elisabeth; Vista Bela, Nossa Senhora Aparecida e Maria Celina.

Região Oeste: jardins Itamaraty, Bancários, Alvorada, Sumaré e Hedy.

Região Norte: jardins Dom Vicente, Campos Verdes, Itapoá, Belém, Paris, Athenas; conjuntos Luiz de Sá (I e II), Aquiles Sthenguel, Assis, Semíramis (I e II), Violin (I e II), Sebastião de Melo, Maria Cecília (I e II); Heimtal, Vivi Xavier, Portal do Sol e Residencial Profª Marieta.

 

 

Via
Assessoria PML

Artigos relacionados