DestaqueLondrinaPolicial

Filho que matou a mãe e esfaqueou padrasto em Londrina tinha comportamento estranho

Ele estava usando uma máscara de Halloween no momento do crime.

O menino de 15 anos apontado como principal suspeito de matar a mãe a facadas na manhã desta quinta-feira (31) na Zona Leste de Londrina, apresentava comportamentos estranhos, e estava passando por tratamento psicológico.

Segundo apurado pela Rádio Brasil Sul, o garoto usava uma máscara de Halloween no momento do crime, e depois de cometê-lo, ainda foi normalmente para a escola – onde foi apreendido.

Shirley Bueno, de 52 anos, morreu no local. O padrasto dele, o ex-secretário de obras Agnaldo José da Rosa, está internado em estado gravíssimo no Hospital do Coração, e corre risco de morte.

CRIME MACABRO

Vizinhos contaram à polícia que viram o momento que o garoto saiu de casa pela manhã, enquanto o padrasto gritava por socorro. Ao ser questionado sobre o que tinha acontecido na casa, o menor disse que ‘estava tudo bem’ e ‘que nada havia acontecido’.  A polícia descobriu que o adolescente ainda lavou a faca usada no crime.

O celular do garoto, cujo o nome não pode ser publicado, tinha como papel de parede uma figura sinistra. A informação é que nesses dias, ele apresentava comportamento estranho e passava horas no computador jogando ‘Free Fire’ – um conhecido game de violência, onde você mata os inimigos das mais variadas formas – inclusive com facas.

 

 

Fonte
24 Horas

Artigos relacionados