CidadesDestaquePolitica

Empresa de Ônibus e prefeito de Rolândia tem bens bloqueados pela Justiça

Os dois bloqueios somam mais de 8 milhões de reais.

Mais um desdobramento do caso do prefeito de Rolândia Luiz Francisconi Neto (PSDB) mobilizou a justiça que bloqueou seus bens nesta quarta-feira (1). Ele já havia sido alvo de medida semelhante em março deste ano, quando teve R$ 1,3 milhões bloqueados.

Após 5 meses afastado, Francisconi reassumiu a prefeitura de Rolândia em fevereiro deste ano. Um desembargador do Tribunal de Justiça (TJ-PR) revogou o afastamento à pedido da defesa. A decisão saiu após a sua absolvição na Câmara de Vereadores.

Uma empresa de ônibus que presta serviço para a prefeitura de Rolândia também teve seus bens bloqueados.  Os dois bloqueios somam mais de 8 milhões de reais.

Francisconi é um dos réus na Operação Patrocínio, suposto esquema de propina por parte de empresas em troca de benefícios com a prefeitura.

O pedido é do Ministério Público do Paraná (MP-PR), a empresa de ônibus foi contratada para fazer serviço de transporte escolar sem licitação, segundo o MP.

Segundo Francisconi  o fato ocorreu em 2014, antes da sua gestão. Ele teria apenas dado sequência aos aditivos previstos no contrato inicial e um novo edital está em fase de elaboração.

Via
Portal Tudo com Informações de Tarobá News

Bruno Falcão

Bruno é editor chefe do Portal Tudo, apresenta o Programa da Tarde e é entusiasta da Culinária atuando também no site www.kulinaria.com.br.

Artigos relacionados

Close