CidadesDestaqueIbiporãNotícias

Contribuintes inadimplentes já podem aderir ao Refis 2019 de Ibiporã

Solicitação de adesão ao Programa de Regularização Fiscal de Ibiporã para quitação de débitos tributários municipais pode ser feita até o dia 30 de setembro no Departamento de Fiscalização e Tributação

A Prefeitura Municipal de Ibiporã iniciou nesta semana o Programa de Regularização Fiscal de Ibiporã 2019 (Refis 2019). O período de solicitação para adesão ao programa vai até o dia 30 de setembro. O Refis tem como objetivo possibilitar a quitação de débitos tributários municipais constituídos até o dia 31 de dezembro de 2018, relativos a impostos, contribuições de melhorias e taxas, independente de serem objetos de execução fiscal ou terem suas exigibilidades suspensas.

Este ano, em caso de pagamento à vista de débitos fiscais, será concedido desconto de 50% sobre o valor das multas e de juros de mora do contribuinte inadimplente. Quem optar pelo parcelamento poderá fazê-lo.

Em relação aos débitos de impostos e taxas, o pagamento poderá ocorrer em até 24 parcelas iguais, mensais e sucessivas, todavia, o valor da parcela não poderá ser inferior a R$ 50. Além disso, é necessário o pagamento prévio de 10% do valor dos débitos. A adesão ao parcelamento não impede o posterior pagamento à vista de todo o débito.

Já os débitos relativos à contribuição de melhorias poderão ser pagos em até 60 parcelas iguais, mensais e sucessivas, sendo que o montante mensal não poderá ser inferior a R$ 100. É necessário o pagamento prévio de 5% do valor dos débitos. A adesão ao Refis implicará no cancelamento automático do parcelamento anteriormente realizado pelo contribuinte.

O não pagamento das parcelas mensais por cinco meses ou parcelas consecutivas, ou não, excluí o contribuinte do Refis. Outra condição para ser excluído do programa é no caso de insolvência judicial, no caso de contribuinte pessoa física, ou decretação de falência, quando pessoa jurídica.

De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), a Procuradoria Geral do Município (PGM) deve encaminhar toda a dívida ativa não quitada ao Fórum para execução fiscal, gerando assim possíveis custas processuais e outros encargos. Para os contribuintes devedores que não serão executados, a Prefeitura informa que tem previsão de instituir a cobrança de protesto. “É importante que o contribuinte regularize a sua situação o quanto antes, para evitar as filas de última hora e execução fiscal”, orienta o secretário de Finanças, Edson Aparecido Gomes.

O objetivo do município é atingir a arrecadação do Refis de 2018, que foi um pouco mais de 3 milhões de reais. Atualmente, a dívida ativa do Município é de cerca de R$25 milhões, oriunda de débitos em tributos municipais, como IPTU, ISS, ITBI, entre outros.

A solicitação para adesão ao Refis 2019 deve ser feita no Departamento Municipal de Fiscalização e Tributação, localizado no piso térreo do prédio administrativo da Prefeitura – R. Padre. Vitoriano Valente, 540 – Centro, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O solicitante (pessoa física ou jurídica) deve estar munido de documentos pessoais (RG, CPF), do documento do imóvel (contrato, escritura) e comprovante de residência (conta de luz, água).

Fonte
Fonte: PMI

Artigos relacionados

Close