DestaqueLondrina

Alças de acesso à marginal da Avenida Brasília são interditadas

Secretário de Obras, João Verçosa, explicou que no local serão feitas obras de substituição de tubulação danificada

As alças de acesso à marginal da Avenida Brasília, na altura do viaduto com a Rio Branco, no sentido de quem trafega da região norte para a região de Cambé, foram interditadas no último sábado (7). Também foi interditado para quem vem no sentido de Cambé para Ibiporã e tenta fazer o retorno por baixo do viaduto, na Winston Churchill.

De acordo com o secretário, a obra deve durar, no mínimo, 15 dias, porque é o tempo de fazer a valeta, arrancar a tubulação danificada, substituir e aterrar novamente. “Quando tiver condições de liberar o trânsito, mesmo que seja sem a recomposição do asfalto, se houver esta possibilidade, nós vamos liberar”, afirmou.

Foto: Obras

No local, o Município está executando uma galeria de rede pluvial que parte da marginal da BR 369, na Avenida Brasília, próxima  ao pontilhão e uma concessionária de veículos. Verçosa explicou que nesta obra, o Município está captando água da marginal, pois quando chovia muito empossava. “Chegou a interditar até a pista da  BR 369, nas chuvas do ano passado. A água está  sendo captada para jogar no Ribeirão Quati. Mas, na hora em que estávamos finalizando, detectamos que a tubulação existente, que vem do Jardim do Sol, região do Shangri-lá B, passa por baixo da pista da Avenida Brasília e cruzaria de lado, está muito danificada e quase rompendo. Então iríamos  fazer a ligação de uma tubulação nova com a que está comprometida. A recomendação  técnica é pela substituição. Para que isso seja feito é necessária a interdição dessa marginal”, disse.

As obras serão feitas pela empresa que já está executando a galeria pluvial. A CMTU deverá tomar as devidas providências para evitar problemas decorrentes no trânsito, devido à interdição, de forma a evitar transtornos. O secretário de Obras pede que a população, acostumada a usar o trajeto, busque alternativas para evitar possíveis problemas.

 

 

 

Via
Assessoria PML

Artigos relacionados