A Sala do Empreendedor de Ibiporã conquistou recentemente o Selo Prata de Referência em Atendimento concedido pelo Sebrae/PR. Foi o primeiro ano que o Sebrae/PR concedeu o Selo a 71 Salas do Empreendedor, durante encontro realizado na quarta-feira (09), no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba. O município foi representado pela secretária do Trabalho, Maria Romana, e a atendente da Sala do Empreendedor, Gracielle Tasuo.

O objetivo do Selo é reconhecer a rede de parceiros pelo desempenho no atendimento aos microempreendedores individuais (MEIs), na promoção da sustentabilidade e competitividade dos negócios. Das 165 Salas do Empreendedor no Paraná, 113 aderiram ao processo para obtenção do Selo e 71 alcançaram pontuação mínima para receber a chancela.

As Salas do Empreendedor que obtiveram entre 75 e 80 pontos receberam o Selo Bronze; de 81 a 90, o Prata; e acima de 91, o Selo Ouro. Três critérios foram avaliados para a obtenção do Selo: produtos oferecidos, gestão e atendimento ao cliente. O de maior peso foi em relação ao Atendimento. O Sebrae/PR utilizou duas ferramentas de análise: uma pesquisa de satisfação diretamente com o cliente atendido e a contratação de cliente oculto.

Na Prata, receberam o Selo as Salas do Empreendedor de Pranchita, Candói, Foz do Iguaçu, Santa Helena, Ribeirão Claro, Tupãssi, Bandeirantes, Matinhos, Pato Bragado, Pato Branco, Icaraíma, Corbélia, Mangueirinha, Planalto, Wenceslau Braz, Campo Mourão, Bituruna, Pérola, Tijucas do Sul, Araruna, Cruzeiro do Oeste, Marialva, Maripá, Matelândia, Cascavel, São Miguel do Iguaçu, Missal, Siqueira Campos, Nova Tebas, São João do Ivaí, Ibiporã, Cafelândia, Paranaguá e São José dos Pinhais.

Para o coordenador da Sala do Empreendedor, Rony Baise, a obtenção do Selo é o reconhecimento do Sebrae pelo esforço da equipe em oferecer atendimento humanizado e diferenciado ao Microempreendedor Individual (MEI). “Em 2017 realizamos 7.301 atendimentos e 306 MEIs foram formalizados. O empreendedorismo transforma vidas, e nosso objetivo é oferecer um atendimento cada vez mais diferenciado e qualificado”, enfatiza Baise.

Segundo Maria Romana, “o governo municipal tem trabalhado para transformar a realidade dos microempreendedores de Ibiporã, por meio de ações que visam aprimorar a gestão, aumentar a qualidade, produtividade e competitividade dos empreendedores, através de oficinas, consultorias, palestras, atendimentos com consultores credenciados pelo Sebrae, curso “Bom Negócio Paraná”, em parceria com a Universidade Estadual de Londrina (UEL), e o programa de microcrédito Banco do Empreendedor, em parceria com o governo estadual e Fomento Paraná”, pontua a secretária do Trabalho.