Foto: Daniel da Silva/NCS/PMI

A Prefeitura Municipal de Ibiporã, por meio da Junta de Serviço Militar, realizou na manhã desta segunda-feira (10), no Cine Teatro Padre José Zanelli, a entrega de Certificados de Dispensa de Incorporação (CDIs) e Compromisso à Bandeira Nacional para 176 reservistas do município da classe de 2000 e anteriores, dispensados do Serviço Militar inicial no município de Ibiporã.

A cerimônia foi presidida pelo delegado de Serviço Militar do posto de recrutamento e mobilização de Apucarana, capitão Donizete Repukna. Dentre as autoridades presentes, o prefeito e presidente da Junta de Serviço Militar de Ibiporã, João Coloniezi, o chefe de gabinete e secretário Municipal de Indústria e Comércio, Antonio Antonholi, os secretários Municipais de Administração, Cultura e Turismo, e Trabalho, Marcos Martire, Agnaldo Adélio e Maria Romana, respectivamente, os vereadores Zezinho Estorial, Mari de Sá e Kleber Machado, o ex-vereador Luiz Karimata, e o secretário da Junta Militar, Carlos Vinicius Gimenes. Pais e familiares dos reservistas também participaram da solenidade.

Durante a cerimônia, os jovens realizaram o juramento diante da bandeira do Brasil, comprometendo-se a defender a Pátria com o sacrifício da própria vida, se necessário, caso sejam convocados em momentos emergenciais.

Após o canto do Hino Nacional, o capitão Donizete Repukna se pronunciou aos jovens dispensados sobre o significado do ato solene. Presidente da Junta de Serviço Militar de Ibiporã, o prefeito João Coloniezi também discursou, ressaltando a nossa responsabilidade e importância de cumprirmos o nosso papel como cidadãos brasileiros.

Na sequência, as autoridades fizeram a entrega dos Certificados de Dispensa de Incorporação a todos os jovens.

Mesmo sendo dispensados, todos aqueles que recebem o CDI permanecem à disposição do Ministério da Defesa até completar 45 anos, e poderão ser convocados em casos de calamidade pública ou mobilização nacional.

O CDI é um documento muito importante, pois, sem ele, o jovem fica impossibilitado de expedir alguns documentos, e, até mesmo, assumir cargos públicos.

O cidadão que não compareceu à cerimônia poderá retirar o CDI na Junta Militar (Avenida Dom Pedro II, 294, Centro, no interior da Agência do Trabalhador). Após 90 dias, o certificado é mandado para incineração e o reservista deve solicitar uma segunda via, caso necessite do documento.

Fonte: Núcleo de Comunicação Social/PMI