Com apenas 22 anos de idade Marília Mendonça era, até então, a compositora mais concorrida do mercado sertanejo. Agora, acumula mais um título: a de cantora mais concorrida. Na quarta, dia 11, Marília volta a se apresentar na ExpoLondrina.

Natural de Goiânia, Marília ganhou um presente inusitado quando completou 15 anos: conhecer pessoalmente João Neto e Frederico, que acabaram gravando “Crime Perfeito”, composta por ela. Naquele mesmo ano, ela assinou contrato com a WorkShow e, toda cheia de personalidade chegou dizendo que queria cantar. Não foi fácil para Wander Oliveira mostrar para Marília que ela deveria entender primeiro do mercado para depois se lançar como cantora. “Ela precisava ganhar maturidade porque talento nunca lhe faltou”, diz o empresário.

No final de 2015 ela lançou sem primeiro DVD sem grande pretensões, mas em seu primeiro show em Goiânia tomou um susto ao descobrir que os ingressos esgotaram uma semana antes da apresentação. Marília ganhou Goiânia e foi desbravando cada cantinho, até chegar ao Nordeste onde virou rainha da sofrência.

Seu primeiro DVD foi gravado em 2015 em uma sala do estúdio de Eduardo Pepato, com aproximadamente 40 metros quadrados e para 30 pessoas envolvendo equipe, compositores e amigos. Em 2016, a gravação do segundo DVD aconteceu no Sambódromo de Manaus/AM, para mais de 40 mil pessoas. O registro, que também foi lançado em CD, foi indicado ao Grammy Latino 2017 na categoria “Melhor álbum da música sertaneja”.