O episódio do “Programa Silvio Santos” com Maisa e Dudu Camargo ainda rende dores de cabeça. Por conta do constrangimento causado por Silvio Santos à menor de idade Maisa, o SBT foi processado pelo Ministério Público do Trabalho de São Paulo (MPT-SP), de acordo com o site UOL. Na ocasião, o apresentador forçou a barra, querendo que o jornalista Dudu Camargo, de 19 anos, ficasse com Maisa, de 15 anos. Ciente da gravidade do que acontecia, Maisa declarou com todas as letras – em programa que foi levado ao ar: “não estou aqui pra arrumar namorado, eu estou aqui pra participar do programa. Dá licença, Silvio, pelo amor de Deus. Isso é um ultraje, isso é constrangedor, você me submeter a uma situação dessa. Eu tô aqui para jogar o jogo…”. Houve, inclusive, um segundo episódio, que foi gravado e cancelado, porque ela abandonou o palco chorando.

De acordo com o MTP-SP, muitas denúncias contra a emissora foram feitas após esse episódio, apontando “violações à intimidade, à vida privada, à honra, à imagem de seus empregados e discriminação de gênero”. O órgão pede que o SBT pague R$ 10 milhões de multa por danos morais coletivos. O procurador Dr. Gustavo Accioly ainda pede uma retratação à Maisa no “Programa Silvio Santos” e que seja exibida a seguinte mensagem no fim de dois programas: “a emissora respeita os direitos da personalidade, a dignidade, a intimidade, a honra, a vida privada, a imagem e a integridade física e mental dos trabalhadores, bem como repele qualquer violência ou discriminação contra a mulher”.
O “caso Maisa” repercutiu muito na Internet, dividiu opiniões e deixou muita gente indignada e revoltada. Além de apresentador do programa e mais velho, Silvio Santos é também o patrão da garota – o que torna a situação mais grave.