Foto: Tarobá News

O laudo da criminalística sobre o acidente na avenida Maringá, que matou uma jovem de 18 anos, constatou que o veículo estava em alta velocidade (97 quilômetros por hora), numa via onde a velocidade máxima permitida é de 40 Km/h.

A tragédia foi na última terça-feira (15). O carro seguia pela avenida Maringá em direção à avenida Tiradentes a 97 km por hora, mas derrapou na rotatória, onde o limite proposto é de 40 km/h. O motorista bateu no meio fio, depois na mureta e por fim no poste, que precisou ser trocado, tamanha a violência da batida.

Segundo a perícia, nem o cinto de segurança seria capaz de evitar a morte da passageira devido à velocidade e o ângulo da colisão. Brenda Fernanda Marques de 18 anos morreu na hora. ela deixou um bebê de 3 meses.

 

Com informações do Tarobá News