DestaqueGeralLondrinaPoliciaPolitica

IPTU: Pedido de cassação de Marcelo Belinati chega à Câmara de Londrina

O ex-vereador Emerson Petriv, o Boca Aberta – que teve o mandato cassado em 2017, protocolou na câmara de vereadores –por meio de um assessor – pedido de cassação do prefeito Marcelo Belinati PP, do vereador Jamil Janene PP e Tio Douglas PTB.

Boca aberta argumenta que Marcelo cometeu crime de responsabilidade ao omitir informações sobre seu imóvel e não pagar coleta de lixo. O ex-vereador utiliza elementos que estão na investigação do ministério público sobre o mesmo caso.

Já o pedido de cassação de mandato do vereador Jamil Janene suscita o artigo 9º do código de ética acusando o então suplente de participar de uma manobra coordenada pelo prefeito, que chamou dois vereadores para serem secretários, e com isso abrir vaga ao correligionário. Argumenta também que prometeu em campanha eleitoral não aumentar impostos e votou pelo reajuste do IPTU. Também foi pedida a cassação do mandato do vereador Tio Douglas por participar do mesmo “esquema”.

O vereador Jamil Janene disse que em relação a manobra, o mesmo pedido já foi feito e arquivado. Em relação, a “incoerência” no discurso, o vereador explicou que sua fala contra o aumento é de 2014 em que o então prefeito Alexandre Kireeff alegava que havia superávit de R$70 milhões.

A assessoria do Marcelo Belinati não enviou resposta ao pedido da nossa produção sobre o caso. Agora, os pedidos serão submetidos a análise da procuradoria jurídica e se preencherem os requisitos, serão encaminhados à mesa.

Logo depois que Boca Aberta chegou à câmara uma viatura da polícia militar foi acionada (foto). Petriv tem que ficar a 500 metros de distância do vereador Jamil Janene fruto de medida judicial. O descumprimento pode configurar descumprimento da ordem judicial.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close