DestaqueGeralLondrinaPolicia

“Está difícil trabalhar”, diz taxista de Londrina assaltado pela 5ª vez

“Bastante assustado”. Essa é a resposta de um taxista de aproximadamente 55 anos que ficou na mão de assaltantes pela 5ª vez. O último episódio aconteceu na noite desta quinta-feira (11), quando quatro rapazes entraram no seu táxi, que estava no ponto em frente ao hospital Mater Dei, na avenida Bandeirantes em Londrina. Um deles, menor de idade, foi apreendido pela Polícia Militar (PM) logo após a tentativa de roubo.

Eles pediram uma corrida até o shopping Catuaí, mas ao se aproximarem do destino, deram voz de assalto. “Colocaram uma faca no meu pescoço”, relata a vítima, que pediu para não ser identificada. Mesmo rendido pelos assaltantes, ele conseguiu pedir ajuda em um posto de combustíveis. “Enfiei o carro com tudo para dentro do posto e pedi socorro para os companheiros frentistas”.

Os três ocupantes do banco de trás do veículo saíram correndo, enquanto o que estava no banco da frente tentou roubar o veículo, mas não conseguiu dar partida porque o carro era automático. A PM foi acionada e conseguiu deter um dos participantes, que foi encaminhado à Central de Flagrantes.

“Está difícil trabalhar. Você trabalha honestamente, esses vagabundos tudo solto (sic). Não sei o que fazer mais não”, desabafou a vítima.

(Colaboração: Alex William)

Foto: Reprodução/Tarobá News

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close