DestaquePolitica

Em Ibiporã eleitora passa absorvente em urna e causa transtorno

O caso ocorreu no Colégio Estadual Engenheiro Francisco Gutierrez Beltrão, de acordo com informações das testemunhas, após votar Drielly teria retirado um absorvente feminino usado e esfregado na urna eleitoral

Uma eleitora de Ibiporã identificada com Drielly Verucci Lopes Mendes de 25 anos foi presa pela Policia Militar na manhã deste domingo (7) após causar transtorno em sessão no centro da cidade.

O caso ocorreu no Colégio Estadual Engenheiro Francisco Gutierrez Beltrão, de acordo com informações das testemunhas, após votar Drielly teria retirado um absorvente feminino usado e esfregado na urna eleitoral, no tumulto chegou a derrubar parte da estrutura da urna enquanto gritava palavras de protesto.

Em seguida ela teria ido até outra sessão eleitoral  na Escola Maria Inês Rodrigues de Mello, na saída para Sertanópolis, onde arremessou uma urna no chão. Drielly foi detida por populares após tentar sair correndo e encaminhada a delegacia de policia de Ibiporã pela Polícia Militar.

Em grupos de WhatsApp foi divulgado que Drielly era professora da Fundação Cultural de Ibiporã, porém, em contato com o Secretário da Cultura e Turismo de Ibiporã Agnaldo Adélio, fomos informados de que Dryelly não é professora nem funcionária pública, ela foi funcionária em meados de 2016 através de um empresa terceirizada e fez estágio na secretaria de cultura por um período de 7 meses em 2017.

Drielly também foi candidata a vereadora na cidade nas eleições de 2016 pelo Partido Social Democrático (PSD), e fez 199 votos. Atualmente ela cursa artes cênicas na Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Artigos relacionados

Close