DestaqueGeralLondrinaPolicia

Após operação do Gaeco, vereadores de Londrina utilizarão tornozeleiras eletrônicas

Após a operação realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na manhã desta quarta-feira (24), 11 pessoas devem utilizar tornozeleiras eletrônicas. A operação é de combate à corrupção e tem como alvo os vereadores Mário Takahashi, presidente da Câmara, e o Rony Alves, além de um servidor público e empresários.

Foram expedidos 25 mandados judiciais. Na madrugada desta quarta, o Gaeco foi até um condomínio fechado na região sul de Londrina para cumprir ordens.

O Ministério Público teria pedido a prisão dos envolvidos, mas não adiantou quais seriam. Além disso, a justiça solicitou o afastamento de Mário e Rony por 180 dias, mas eles ainda podem recorrer. Durante o afastamento, não poderão frequentar a Câmara de Vereadores e a Prefeitura. Não haverá convocação de suplentes antes do tempo mínimo de vacância nos cargos, estabelecido no regimento da Câmara.

Confira os nomes das pessoas que usarão tornozeleira eletrônica. 

1 – Ossamu Kaminagakura – servidor da prefeitura da área de zoneamento

2 – Brasil Teodoro Filho – empresário

3 – Cleuber Moraes – empresário, ex-secretário do Barbosa e é professor da UEL

4 – Homero Wagner Fronja – empresário

5 – Evandir Duarte de Aquino – assessor de vereador

6 – Vander Mendes – empresário

7 – Jose Lima de Castro Neto – empresário

8 – Ignes Dequech – membro do CMC e empresária

9 – Luiz Guilherme Christino Alho – membro do CMC e empresário

10 – Mário Takahashi – vereador

11 – Rony Alves -vereador

Leia Mais:

Gaeco realiza operação contra vereadores de Londrina  

(Colaboração Lívia de Oliveira)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close